Carboidrato: O que fazer quando meu foco é a redução da porcentagem (%) de gordura?

Praticar Atividades Físicas

Carboidrato: O que fazer quando meu foco é a redução da porcentagem (%) de gordura?

Parece que a carbofobia tomou conta da cabeça de grande parte das pessoas ligadas à saúde atualmente. Parece que qualquer carboidrato inserido na dieta irá prejudicar consideravelmente a perda de gordura.

Não é bem assim. Vamos entender um pouquinho da bioquímica do carboidrato para saber quando e como inseri-lo sem medo de ganhar gordura e, por que não até, reduzir o percentual de gordura corporal?

De um modo geral, quando ingerimos carboidratos (não só ele, mas alguns aminoácidos fazem isso também), temos um aumento de insulina no sangue. A insulina é um hormônio anabólico e sinaliza para o corpo armazenar. Preste atenção nisso: o sinal é armazenar!

Se tivermos uma refeição composta apenas por carboidratos, já estivermos com o nosso estoque de glicogênio (forma de armazenamento da glicose) cheio e não estivermos precisando de energia imediata, a única coisa que temos a fazer com este carbo ingerido é síntese de gordura. Esta síntese é uma “saída” que o corpo tem para não morrermos quando ingerimos mais carboidrato do que o necessário. Se isso não acontecesse iríamos ter um sangue tão rico em glicose que, o mesmo ficaria com a consistência de um xarope – incompatível com a vida.

Já entendendo o que acontece quando ingerimos o carboidrato sozinho, vamos entender como podemos ingerir sem que isso aconteça: se ingerirmos sempre o carboidrato junto com uma boa fonte proteica, a insulina continua a ser liberada, mas agora temos mais um componente no sangue junto com este carbo: os aminoácidos (que vieram da digestão desta proteína). Ou seja, já temos “ingredientes” para o anabolismo muscular (ganho de massa muscular) e não só ingredientes para a síntese de gordura, como era o cenário anterior.

Se você está pensando: “Ah, mole… Então é só eu comer o carbo sempre junto de uma proteína”. Você está quase certo. Só falta um raciocínio aí: Você precisa de um estímulo (de uma sinalização) para esta síntese de massa muscular. Traduzindo: você precisa de uma atividade física com certa intensidade que gere a necessidade da recuperação muscular.

Pronto! Este carboidrato, se ingerido na quantidade certa, já não gerará mais um aumento de gordura corporal.

Basta entender o que acontece no seu corpo para entender como e quando comer cada alimento. Acredito que ninguém precise cortar nada do programa alimentar. Basta saber comer ou aprender com a ajuda de um bom profissional.

Bons treinos!

Fonte: Dra. Julia Engel – CRN 10100959
site: juliaengel.com.br

As informações acima são de responsabilidade do autor.



Contato

TEL 55 11 3596-3412

FAX 55 11 3596-3414
E-MAIL

VENDAS@WWSPORTS.COM.BR

SAC@WWSPORTS.COM.BR

Institucional

Com foco e prioridade no relacionamento com seus clientes, a WW Sports conseguiu ao longo dos anos construir uma empresa séria, pautada em profissionalismo e extrema competência, atingindo o respeito do consumidor de suplementos mas principalmente de seus parceiros comerciais.

Diante disso, possui vendedores altamente capacitados, não somente vendedores comuns, mas verdadeiros consultores de vendas que comercializam os produtos de seus representados no Brasil inteiro conquistando a confiança e admiração de seus clientes.

Saiba mais


WW Sports Importadora, Exportadora e Comercial LTDA © 2015 – Todos os direitos reservados